Pages

sábado, 17 de julho de 2010

Linda rosa


Naquelo canto não encontro-te,
Em meu mundo já não te vejo.
A cada passo meu,
Tu te encontras mais distante.

Aquilo que eu buscava para
Ser meu conforto,
Aquele abraço que eu esperava
Poder me acalmar,
Se tornou algo tão confuso!

Foi como apertar uma linda rosa.
Sua beleza me trazia
Encanto e calmaria!

Mas o meu conforto foram
Seus doloridos espinhos, que de
Tão afiados, pareciam agulhas
Perfurando minha pele.

Nostalgia, veio como uma palavra
Que anseia ser gritada,
Para acalmar um coração
Em pleno desespero.

Tal confusão fez-me lembrar
Dos teus lábios tocando os meus,
Como uma pena tocando o chão bem suave
Após voar com a brisa fresca do vento.

Beijo suave mais com uma dor
Sem explicação,
Pois sabia que aquilo era um adeus.

Forças não tive para evitar
Tamanho acontecimento.
Conforto encontro nos
Espinhos daquela linda rosa
Que me encanta com tamanha beleza.

Por: André Alves

6 comentários:

  1. Noto que o blog continua repleto de bom gosto e de talentos ímpares! :)


    Gostei!
    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  2. Muito interesante,realmente bom gosto em qualquer
    ângulo que se observe. estão de parabéns!

    ResponderExcluir
  3. Como sempre.. Perfeito *-*

    ResponderExcluir
  4. Oi André,

    O vazio grita.

    Beijo meu

    ResponderExcluir